Drum and Bass o ritmo que sacudiu o planeta

Um dos ritmos mais interessantes e ricos do planeta, o Drum and Bass ganhou status de mainstream na década de 1990 e ao chegar ao ano 2000 viveu seu apogeu. Hoje, a mescla de batidas acompanhadas por baixos cheios de graves poderosos caminha a passos mais lentos  no Brasil. A mistura, nascida nos guetos de Londres, se espalhou pelo mundo e é claro, fez escola por aqui também.


Os maiores representantes do ritmo em terras tupiniquins seguem sendo os talentosos DJs Marky e Patife, que entraram para a história da música eletrônica nacional ao pilotarem as pick ups com a rapidez de um trovão, além é claro, de conseguirem uma mistura impecável de sons em seus memoráveis sets.

No Rio de Janeiro, o ritmo teve o seu auge através da extinta festa Febre, onde DJs Yanay, Carlos ´Calbuque´Albuquerque, Marcelinho da Lua, Os MCs Mario Z e Angelo B batiam ponto às quintas-feiras, na Casa da Matriz, tradicional casa noturna carioca, onde recebiam diversos convidados em experimentos musicais.

DJ Calbuque / Divulgação
Quem viveu aquela época sabe que foi, sem dúvida, uma das mais criativas décadas que a cena underground já presenciou, ainda que tenha chegado ao topo. Segundo o DJ Patife, em entrevista ao site UOL, o verdadeiro DJ vive longe dos holofotes. Polêmicas à parte, notamos que o ritmo foi perdendo o fôlego aos poucos e hoje em dia, para as novas gerações, uma noite inteira dedicada ao db, ou d´n´b, como também é chamado, é algo quase inimaginável. Em tempos de festivais tão mesclados, lembrar que Roni Size já foi atração principal do Free Jazz (2001) dá até uma certa nostalgia!

Dia desses bateu uma saudade enorme daquelas noites e fui buscar algo, dando de ouvidos com o podcast Drum And Bass HQ - Podcasts and Interviews. Que oxigênio! O mix, produzido em Londres, berço do ritmo, apresenta além de sets, muitas entrevistas com nomes que fizeram e mantém a cena do db viva. É uma verdadeira viagem sonora, com batidas a partir de 170 bpms (batidas por minuto) e muito, mas muito grave! Dançãr db é quase um exercício aeróbico.



Conheça abaixo o trabalho do DBHQ e outros links importantes relacionados ao Drum And Bass pelo mundo. Comente com amigos e mostre este post. Quem sabe com um trabalho de formiguinha, haja o retorno pelo menos de noites pontuais deste que é um dos mais poderosos e ricos ritmos já nascidos das misturas e experimentos entre músicos, DJs e produtores. Viva o db!


 
E você achando que o Instagram renovou com o ´boomerang´! O clássico "Brown Paper Bag" (1997), do mestre Roni Size. Assista e confirme como o som e o visual seguem super atuais 20 anos após o lançamento:




DJ Marky em apresentação no Boiler Room:



Clique aqui e confira uma lista de eventos em Londres que seguem oxigenando o Drum and Bass!


Drum and Bass o ritmo que sacudiu o planeta Drum and Bass o ritmo que sacudiu o planeta Reviewed by Luck Veloso on 10:15 Rating: 5
Postar um comentário

Join Us