Maria Rita e Melody Gardot fazem show memorável em homenagem à lenda do jazz, Ella Fitzgerald

Maria Rita pôs a potente voz em homenagem à diva do jazz Ella Fitzgerald / foto de Luck Veloso
Maria Rita e Melody Gardot realizaram um feito histórico na edição 2017 do Rock in Rio, no Rio de Janeiro. Escaladas para o Palco Sunset, espaço que vem crescendo a cada edição justamente pelas propostas (quase) inusitadas idealizadas pelo eclético e competente curador Zé Ricardo, as duas cantoras, de carreiras e países distintos, deram um verdadeiro ´cala boca´ nos críticos de plantão, que ainda antes do show, afirmavam que ali não caberia algo tão suave, tão doce, tão sublime. Felizmente erraram.

Zé Ricardo aplaude o belo resultado do espetáculo / foto de Luck Veloso
Maria Rita carrega no DNA a garra e a vontade impregnadas na alma desde o nascimento, herdados de sua mãe, Elis Regina e não é apenas pelo que carrega nas veias, mas também pelo que se permite fazer com o que, segundo ela própria declarou no palco, é seu maior instrumento divino, a voz. Ao abrir o leque sonoro brinda a todos nós, com um repertório cheio de peso emocional e classe.

A suavidade esteve em cada detalhe do show de Maria Rita e Melody Gardot / foto de Luck Veloso
Como todo festival que precisa trazer atrações do mundo pop para manter as contas no azul, o Rock in Rio procurou manter um equilíbrio e a aposta era alta, já que a plateia, ainda tímida, acompanhava curiosa àquela mistura, observando uma Maria Rita contida, quase como a segurar um Lamborghini a 60, quando sabemos que ele pode facilmente passar dos 400 km por hora. Ela também.

Em tarde inspirada, Maria Rita emocionou ao cantar Ella / foto de Luck Veloso
Toda a unanimidade é burra, dizia Nelson Rodrigues e precisamos concordar, daí que as moças já sabiam que não seriam vistas por uma multidão, mas sim por uma seleta parte do público, que ficou a acompanhar as suavidades propostas no setlist, misturando Tom Jobim (Corcovado, Garota de Ipanema e Inútil Paisagem) a Ella Fitzgerald. O clássico “Somewhere over the rainbow” foi um dos poucos porém emocionantes momentos em que o público cantou junto, demonstrando carinho pela diva do jazz, interpretada naquele momento pela grande cantora que é Maria Rita, filha de uma das maiores figuras da MPB.

Maria Rita recebendo Melody Gardot no Palco Sunset / foto de Luck Veloso
Melody Gardot apareceu pouco, porém sua voz tem marca e ao cantar Baby I´m a fool, provavelmente sua canção mais conhecida, obteve excelente resultado junto ao público. Ao retornar para “Águas de março”, arrancou aplausos dos mais atentos, que deram um pouco mais de carinho à cantora de New Jersey.

Cumplicidade na voz e no olhar, Maria e Melody no Sunset / foto de Luck Veloso
O começo da carreira de Gardot foi traumático. A moça quase perdeu a vida por conta de um acidente e recorreu à música enquanto se recuperava em um leito de hospital. Para nossa alegria, tanto ela quanto sua obra tiveram ´alta´ e contamos com o privilégio de comprovar isso em um dos mais belos dias do Rock in Rio 2017. Parabéns meninas e repitam o feito, de preferência por aqui novamente.
Maria Rita e Melody Gardot fazem show memorável em homenagem à lenda do jazz, Ella Fitzgerald Maria Rita e Melody Gardot fazem show memorável em homenagem à lenda do jazz, Ella Fitzgerald Reviewed by Luck Veloso on 15:27 Rating: 5
Postar um comentário

Join Us