The Dark Side of The Moon o disco obrigatório para quem ama música

A lendária capa de The Dark Side of The Moon, concebida por Storm Thorgerson
Recentemente um grande amigo que não costuma acessar muito as redes sociais e aplicativos de streaming me fez um pedido. Carinhosamente chamado de “Sid” (mas não o Barret), ele afirmara que havia comprado um pen drive e gostaria muito que eu colocasse nele o álbum “The Dark Side Of The Moon” e mais alguns sons que eu julgasse bons. Isso fez com que eu desse, novamente, um mergulho nesta verdadeira obra prima da música mundial.

Storm Thorgerson nos deixou em 2013

Lançado em 1973 (eu tinha apenas um ano de idade!), TDSOTM, do Pink Floyd, provavelmente é o disco mais icônico do rock mundial até hoje. A começar por sua incrível capa mostrando um prisma, que foi milimetricamente detalhado e desenhado pelo designer Storm Thorgerson e que ganharia o planeta, o disco é completamente recheado de fatos que o ajudaram ganhar uma aura mística.

O filme O Mágico de Oz apresenta incríveis sincronias sonoras com o álbum
Um destes fatos, remete à audição do álbum simultaneamente ao filme “O Mágico de Oz”, onde ao longo das execuções, há incríveis combinações de sons em momentos específicos do filme. O disco contém dez faixas que juntas somam 42 minutos em formato ´non stop´, onde as músicas se fundem umas às outras.
Composto inicialmente para ser algo mais autoral do que vinham praticando nos trabalhos anteriores, o disco nasceu com o nome The Dark Side of the Moon, mas em seguida, passou a se chamar Eclipse, pois os integrantes do Pink Floyd verificaram que o título já havia sido usado pela banda Medicine Head. Ao confirmarem que o disco do Medicine havia sido um fracasso de vendas, retomaram com o primeiro título.

Alan Parsons / divulgação
Gravado no antológico estúdio Abbey Road, entre maio de 1972 e janeiro de 1973, o disco foi produzido por Alan Parsons, o super engenheiro de som que já havia atuado no disco “Abbey Road”, dos Beatles. O estúdio era o mais avançado da época e o único onde era permitido a gravação de músicas em multicanais, ampliando ainda mais o alcance dos efeitos em profundidade, porém com custos elevadíssimos de produção.

Pink Floyd em 1972 / divulgação
Além da formação do Pink Floyd, composta por Roger Waters no baixo, vocal, guitarra, sintetizador e efeitos gravados, David Gilmour nos vocais, guitarra, teclados, baixo e sintetizador, Nick Mason na bateria, percussão e efeitos gravados e Richard Wright nos teclados, vocais e sintetizadores, o disco teve a participação de Dick Parry no saxofone e os vocais de apoio contaram com Doris Troy, Barry St. John, Liza Strike e a que ficou mais conhecida de todos, através do clássico “The Great Gig in the Sky”, Clare Torry.  


Clare Torry - A linda voz ouvida em The Great Gig in The Sky
Sem dúvida, um disco obrigatório para quem ama música, independente do estilo e que serve como aula para quem pretende um dia produzir algo no gênero. Obrigado Sid, pelo pedido que me fez ouvir novamente esta verdadeira obra de arte auditiva. Mostre ao maior número de pessoas possível, principalmente aos mais jovens. Recomendo por mil anos!
The Dark Side of The Moon o disco obrigatório para quem ama música The Dark Side of The Moon o disco obrigatório para quem ama música Reviewed by Luck Veloso on 12:59 Rating: 5
Postar um comentário

Join Us