Depeche Mode completa 23 anos de Songs of faith and devotion

Dave Gahan ao vivo na Devotional Tour em 1994 /divulgação
Um dos meus discos prediletos completa 23 anos hoje. O Depeche Mode, embora seja um grupo originalmente focado para a música eletrônica, causou uma reviravolta na própria carreira ao lançar, em 22 de março de 1993, o disco Songs of Faith and Devotion.
O disco mostrou um enorme amadurecimento da banda em termos de sonoridade, apresentando faixas que mesclavam os toques eletrônicos aos sons mais acústicos, contando inclusive com bateria, obtendo primeiro lugar nas paradas da Billboard dos EUA e do Reino Unido (UK).
O grupo contava ainda com sua formação original, tendo Dave Gahan aos vocais, Margin Gore nos teclados, guitarras e vocais, Andrew Fletcher nos teclados e Alan Wilder compondo a grande maioria das melodias e atuando também na bateria acústica, o que fez toda a diferença na sonoridade do álbum. O disco rendeu ainda um belíssimo DVD, batizado “Devotional”, produzido e registrado pelo mestre das lentes, Anton Corbijn.
O disco antecessor, Violator (1990), havia atingido enorme sucesso em todo o mundo e após um intervalo de três anos, aproveitado por Alan Wilder para lançar um EP solo, com o projeto Recoil, lançaram o que viria a ser um de seus mais destacados discos, SOFAD.
Produzido por Flood, renomado produtor que já trabalhara com U2, o disco veio com uma forte influência gospel, incluindo letras e vocais, destacando o blues distorcido de “I Feel You” e a belíssima sonoridade de “Condemnation” além do lirismo de “In your room” e som que viria a ser o carro-chefe do disco, “Walking in my shoes”. Se você conhece o disco, vale ouvir novamente só para celebrar. Caso não o conheça, o faça agora e depois conte aqui para nós o que achou!

Você também pode gostar:

0 comentários

Mais vistos