Arrastão nas praias: Nós criamos esse monstro mal educado

Arrastão nas praias -  O Globo
Arrastão na praia / Acervo do O Globo

Estive mergulhado em música e arte durante o final de semana, trabalhando na cobertura do Rock in Rio e só consegui me dar conta do que houve em nossas praias na segunda-feira. A notícia não é nova porém uma entrevista, das várias que já vi, revela o que já sabemos. Nós criamos esse monstro mal educado e que vai às praias no final de semana (e por vezes durante a semana) para assustar e roubar, muitas vezes com armas quase medievais, aos banhistas e turistas que vão para as praias em busca de algo que há muito não se encontra por aqui: paz.

As cenas vistas pela televisão são de uma selvageria sem fim e quando vi a turista inglesa chorando feito criança, afirmando que roubaram tudo dela, do irmão e de quem estava com eles, levando inclusive o que é mais precioso em viagens de férias, as fotos com lembranças felizes, certamente imagens captadas longe da praia naquela domingo, senti vergonha de tudo, da nossa cidade, que tanto amo e por saber que brasileiros como eu, fazem isso com o nosso povo e com quem nos visita. É triste.


Precisamos fazer algo, mexer na educação, mostrar esse texto para pessoas em casa, puxar um assunto, conversar, perguntar o que as pessoas acham, enfim, discutir, debater e agir. A coisa está crescendo assustadoramente e se por um lado há um mar de gente se divertindo logo ali perto, no Rock in Rio, eu inclusive, há um outro mar de gente morrendo na praia, sem trocadilho. A distribuição de renda precisa existir com mais equilíbrio nao nossa sociedade, para que o monstro chamado desigualdade social não crie pessoas que desejam ter algo que não têm e que façam qualquer coisa para isso, inclusive matar a paz de quem só busca uma diversão tão simples e bela que é a praia. 


Arrastão nas praias: Nós criamos esse monstro mal educado Arrastão nas praias: Nós criamos esse monstro mal educado Reviewed by Luck Veloso on 17:59 Rating: 5
Postar um comentário

Join Us