Phil Rudd: baterista do AC/DC é condenado a oito meses de prisão


É triste quando vemos pessoas que admiramos por décadas, metidas em problemas que elas mesmas criaram. Ainda mais quando estas pessoas contribuíram e muito para nossa formação musical. Confusões em torno de drogas não chegam a ser uma novidade no mundo do rock e não foi diferente com o grupo AC/DC. O baterista da banda, Phil Rudd, recebeu uma sentença de oito meses de prisão domiciliar por ameaçar um colaborador de morte e ainda, por portar drogas.

O AC/DC segue em tour com o antigo baterista, Chris Slade. Rudd reconhece a culpa, mas não deixa de sonhar com a volta ao grupo. O músico foi preso pela primeira vez em novembro, logo após ameaçar  matar um ex funcionário, tendo oferecido a um matador cerca de 200 mil dólares para executar o desafeto e agora recebeu a sentença.

O advogado de Rudd afirma que o comportamento de seu cliente se deve ao uso de metanfetaminas e que o mesmo havia proposto um acordo com ex funcionário, que prestou queixa.  O biógrafo do AC/DC declarou que a banda agiu mal com o caso do colega. Jesse Fink declarou ao New Zeelannd Herald: "Poderiam ter publicado um comunicado, como: estamos contigo Phill. Ele é merecedor, pelos tempo em que se dedicou à banda". Rudd atuou com o AC/DC de 1975 a 1983 e depois de 1994 a 2015. Torçamos para que essa má fase passe logo.


Phil Rudd: baterista do AC/DC é condenado a oito meses de prisão Phil Rudd: baterista do AC/DC é condenado a oito meses de prisão Reviewed by Luck Veloso on 10:07 Rating: 5
Postar um comentário

Join Us