Painel Novas Malditas - um papo sobre o futuro e o legado da Flu FM

maldita 3.0
Cabine de estúdio na Expo Maldita 3.0
Falar sobre música é sempre um prazer, ainda mais quando o tema é relacionado ao que nos fez crescer. A Rádio Fluminense FM, para quem não sabe, foi uma emissora do Rio de Janeiro, que existiu nos anos 80 e sobreviveu até o começo dos anos 90. Finalizou as atividades mas deixou um enorme legado, tanto que hoje, passado tanto tempo e com a rádio extinta, jamais deixamos de falar dela.

Alessandro ALR, um incansável produtor do Rio de Janeiro, fez parte da equipe da rádio, já na era mais nova e empreendeu um trabalho de guerrilha ao recolher material para organizar uma monumental exposição, que já passou pelo Rio de Janeiro e está fazendo enorme sucesso na terra natal da radio, Niterói. A Exposição Maldita 3.0 é uma viagem no tempo, mostrando como foram aqueles anos loucos, onde desbravar faixas desconhecidas e lançar nomes então obscuros do cenário musical nacional era um exercício diário. Nomes ´estranhos´ na época como "Paralamas do Sucesso", "Biquini Cavadão", "Lobão", "Camisa de Vênus", "Plebe Rude", "Capital Inicial" e muitos outros batiam à porta da rádio com fitas embaixo do braço a pedir uma veiculação que fosse.


Muita história rolou por aqueles transmissores e junto à expo, existem debates temáticos. Tive a honra de ser convidado para um deles, que ocorrerá no dia 8 de julho, chamado "Novas Malditas", onde estarão comigo Noemi Machado (Arariboia Rock News), que atualmente faz parte do Coletivo Arariboia Rock Festival e apresenta o programa Arariboia Rock News pela Rádio Oceânica FM e Carlos Eduardo Lima (RadioVitrola.net)Jornalista, crítico musical e historiador. Produz e apresenta o programa Atemporal na RadioVitrola.net. 


Faço aqui um convite a todos que curtem boa música, rock and roll e principalmente, queiram pensar e discutir conosco os caminhos das novas programações. Nós, através da Radiocultfm temos a proposta de inserir a qualidade em nosso dia-a-dia e teimamos para que as rádios, tanto web quanto as que ainda sobrevivem na FM, procurem por mais qualidade, como era feito nos primórdios da Fluminense FM. Aliás, a emoção será tamanha pois contaremos com muita gente boa por lá e na platéia, com nomes confirmados de Jamari França, o histórico jornalista que desvendou o rock Brasil para todos nós e o lendário LAM, o Luiz Antonio Mello, fundador da Flu - Maldita. Sei que vou tremer na calça mas prometo não fazer feio! Até quarta e segue abaixo o link do evento, confirme!


Painel Novas Malditas - um papo sobre o futuro e o legado da Flu FM Painel Novas Malditas - um papo sobre o futuro e o legado da Flu FM Reviewed by Luck Veloso on 19:26 Rating: 5
Postar um comentário

Join Us