Cólera no Subúrbio Alternativo: todo artista tem que ir aonde o povo está


Uma rádio de verdade precisa estar de acordo com o que prega. Não podemos fazer propaganda do rock, blues e sons mais undergrounds se frequentarmos apenas o que é propagado como "casa noturna". O rock é algo popular, nasceu como uma variação do blues, que por si só, também veio de negros escravos como um canto libertador. Apoiar eventos em grandes casas como Circo Voador, Citibank Hall e até festivais como o Rock in Rio, como fazemos, precisa do contraponto, porque tudo o que desejamos ver nestes grandes lugares, já esteve antes, ralando e suando a camisa em uma garagem sem qualquer tipo de ajuda ou estrutura. 

O trabalho feito pelo Subúrbio Alternativo, pilotado pelo incansável Dailson Sabino da Silva é algo que sempre apoiaremos, aliás, qualquer iniciativa similar a essa, igualmente feita pelo Zeca no Heavy Duty, a galera do Calabouço e muitos outros espalhados por outras cidades do nosso Brasil. A música precisa ir da lama ao caos, passar pelo estrelato, frequentar os subúrbios, andar de limousine e busão. "Todo Arista tem que ir aonde o povo está", cantou Milton. E é assim que deve ser e assim será! Cólera no Subúrbio Alternativo será uma noite histórica e não pretendo perder esse evento por nada nesse mundo. Espero que você também não. Com orgulho, escrevo: APOIO RADIOCULT!

Você também pode gostar:

0 comentários

Mais vistos

Arquivo