Radiocult tem gente que faz

A vida é um presente tão rico e interessante, que devemos agradecer por esse dom a cada instante, creio eu. Ao montar a Radiocultfm.com, nos idos de 2009 com meu grande amigo André Luiz Costa, quando ainda éramos da Universidade Estácio de Sá, faculdade que aliás ganhou meu coração para sempre, não tinhamos idéia do que seria, de como seria e o que se tornaria a nossa web radio. 

Ao longo de cinco anos de atividades despretensiosas na grande rede, fomos somando gente tão interessante e interessada que o time foi crescendo, tomando corpo, como a se alimentar de energia diária. Andréa Alves, nossa eterna assessora para assuntos de Rock in Rio foi a primeira, pois estava conosco desde os tempos do Culturall, em 2001. Em seguida começaram a pipocar pessoas maravilhosas e com elas, seus históricos, histórias e vibrações únicas. Beta Accioli veio logo em seguida, injetando ânimo não somente às promos da rádio, como também na divulgação, inclusive da Festa Cult, nosso encontro que ocorreu por mais de um ano semanalmente no Lapa Irish Pub. 

O fotógrafo e repórter Rogério Bezerra chegou à rádio através de uma promoção, onde pedíamos a um dos ouvintes para relatar uma história engraçada vivenciada por ele. A do cara foi tão hilária, que mal conseguíamos ler o texto do relato, interrompendo para várias gargalhadas e pronto, puxamos o cara para cuidar do programa ´Faixa Nova´, que vai ao ar de segunda à sexta, às 16:30 mostrando as novidades, bandas e o novo cenário do rock nacional.

A produtora Verônica Viana veio através de divulgações de bandas. Nos trouxe o Seu Roque e em seguida, mais um monte de gente boa, que ajudou ainda mais a construir a identidade independente da Radiocultfm. Em seguida veio Marcello Evangelista, que com sua verve heavy metal, nos deu além do conhecimento musical, muitas dicas informáticas que salvaram vidas. 

O time só foi aumentando com o passar do tempo. Velhos conhecidos nossos dos tempos de Estacioradiosite, a turma do Independência ou Morte também acrescentou humor e sarcasmo à programação, com as tiradas inteligentes de Fernando Guitti e Pedro Amorim. Já a turma da surf music ficou muito bem representada, com a vinda de Roger Spy e Ed Durc e o programa Down Under, mostrando toda a garra do rock australiano. O rock dos anos 80 tem seu espaço cativo com o programa Friday in Love, organizado pelo DJ Terror e pilotado pelos DJs Lex e Roger Spy.  Daí vieram Lais Eiras, com o seu YEY!, programa que faz uma mescla de várias sonoridades mundiais e em seguida, Cassia Keer, a brasileira mais parisiense do mundo, com o seu Keer Paris, falando para nós as novidades vividas na cidade luz. Como uma boa surpresa nunca vem sozinha, Cassia nos brindou com Andrea Andion, com seu Andion Stage, onde ela faz um verdadeiro trabalho de guerra nos backstages nacionais, principalmente no Circo Voador, palco e berço de grandes bandas do país, trocando idéias com os artistas em camarins, hoteis, palcos e afins.

Com essa super tropa de elite, nada mais natural do que atrair ainda mais gente pra cima. E assim foi. Sabe aqueles sonhos de adolescente, do tipo "um dia ainda trabalho com esse cara"? Foi assim que aconteceu com a vinda do Jamari França para a Radiocultfm. Muitos esbarrões rápidos em coberturas de festivais e shows por aí até gerarmos a queda de timidez suficiente (de ambos) para que uma maior aproximação se fizesse e, voilá! Ele, que é um dos maiores jornalistas do Brasil, vem nos presenteando com sua sabedoria gigante sobre rock e suas histórias no Jam Sessions, aos domingos, dez da noite. 

Para completar, aquela frase dita por Martin Luther King teria um novo sentido: "I have a dream". Sim, todos temos sonhos, porém vir a trabalhar com pessoas que você tem como ídolos é um privilegio que deve ser celebrado. Após a vinda do mestre ´Jama´, como ele é carinhosamente chamado, tivemos a sorte de abrir as portas, ou melhor, os bytes para Luiz Antonio Mello. 

Conhecido no meio musical como LAM, Mello é a cabeça, corpo, mente, enfim, o cara por trás da histórica Rádio Fluminense FM, que era sintonizada em 94,9 no Rio de Janeiro (atualmente, utilizado pela Band News FM). Falar sobre todo o trabalho realizado por ele e por uma equipe igualmente lendária na ´Maldita´, como a rádio era carinhosamente chamada, requer muito mais que um post longo, quase um livro.  É com essa enorme felicidade que comunicamos mais essa vinda para nossa equipe, trazendo ainda o novo sangue da família, Phillippe Mello, sobrinho do LAM que em breve também estará com um programa conosco, voltado para as várias tendências do metal. É muita pedra pra rolar. Queremos agradecer do fundo do coração por você estar conosco, ouvindo, escrevendo, curtindo, reclamando, participando, enfim, interagindo. Porque fazemos o que fazemos com amor e por amor. Amor à música, amor ao rock, amor aos subgêneros por ele criados e pretendemos seguir por muitos anos ainda. Fique conosco, muita coisa boa vem por aí!

Você também pode gostar:

0 comentários

Mais vistos