Médico morto na Lagoa é enterrado e com ele, a educação de todos

Enterro do médico Jaime Gold no Caju: vejamos que contradição. O médico foi morto a facadas na Lagoa por algum sem educação que acha que pode pegar o que é dos outros, inclusive matando para isso. Jaime tinha excelente situação financeira e social, caminhava na Lagoa, pedalava na Lagoa, que agora está ultra policiada. 

O enterro do Jaime foi no Cemitério Israelita, no Caju, zona portuária do Rio, que não tem ciclovia, que não tem policiamento suficiente, que não tem calçada. As poucas existentes são tomadas por um mar de carros, diariamente, obrigando pedestres e quem tenta fazer uma caminhada, a dividir um minúsculo espaço de pista com caminhões que pesam algumas toneladas. Mesmo assim, carros de amigos, familiares e até de conhecidos jornais e mídias estacionam sobre essa calçada, obrigando a todos a se jogarem em um espaço mortífero entre caminhões e motos. A cena é recorrente, diária. Educação? Respeito? Dignidade? Só se for no céu. Bom dia! Obrigado CBN, obrigado Rádio Globo pela 'ajuda'!


Você também pode gostar:

0 comentários

Mais vistos

Arquivo