Somos "pijos" e isso é um vício!

Rio de Janeiro, 1 de agosto 2011 - O que podemos falar a respeito de largar vícios? Simplesmente a maioria de nós não tem propriedade para afirmar algo em relação a vícios, seja de qual origem for. Com a recente morte de Amy Winehouse (juro que não vou falar mais nada sobre isso!), muitas discussões sobre vícios vieram a tona e nos tornamos mestres em criticar um ou outro, mas... e nós mesmos?

Hoje comemorei um feito besta, idiota até mas que em tempos de vários vícios internéticos, pode ser sim uma coisa boa. Consegui iniciar um dia de trabalho sem acessar o Facebook! Agora me confesse, isso é ou não é um feito? Então um pequeno conselho, se é que me permite... tente se desconectar um pouco de vez em quando, desplugar mesmo! Passar um domingo sem o seu BB (Blackberry), porque nossa, inventam tantas nomenclaturas para tudo isso que ficamos presos a ela.

Uma vez o brilhante humorista espanhol Joan Dominguez me disse que tem uma mulhar pija. Pija em espanhol quer dizer metida, daquelas bem bestas mesmo... E somos todos "pijos". Minha querida amiga de infância Elisa um dia me falou algo assim: "Já enviei um BBM pra ele". Para meu espanto e dela, eu não sabia o que era BBM. Perguntei ao que ela me respondeu simplesmente: "Blackberry Message". Ah tá!

Resumindo tudo isso, comemore, sempre! Comemore o teu ser, comemore o fato de beber águe e conseguir ir ao banheiro dar uma aliviada (tem muita gente agora chorando porque vai morrer por não conseguir fazer isso) e podemos ainda, deixar de julgar e olhar para o próprio umbigo, porque um vício que seria bom demais seria largar o vício de achar que não temos vícios. Positividade sempre (que puder)!

Você também pode gostar:

0 comentários

Mais vistos