Fotografia - redescobrindo uma paixao!


16/07/2010 - 16:15 A caminho de Santorini

Sou movido por paixões, admito. O que amo eu já amo de verdade, mas algumas paixões me movem, sempre. A fotografia é uma delas e sempre tive um lado fotografo escondido. Desde criança sempre quis criar poses, imagens e visuais. Nao para mim, mas para os outros, para que eu os fotografasse. Quando comecei a ouvir a banda irlandesa U2 creio que tenha sido completamente influenciado pelas imagens das capas de seus discos, um mérito que descobriria mais tarde pertencer ao competente e festejadissimo fotografo Anton Corbijn. Logo em seguida me apaixonei perdidamente por Depeche Mode, passando antes pelos vocais insanos de Robert Smith do The Cure, mas quando olhei as capas do Depeche Mode e o som que era feito pela turma de Basildon, algo tomou conta de mim e nunca mais deixei de ouvir. Para onde quer que eu viaje, levo sempre no Mac tudo deles. Tudo em relação a álbuns oficiais e alguns remixes. Mas estamos falando de foto nao é? Olha a outra paixão (musica) querendo tomar conta rsrs.

Meu mantra é que o bem atrai o bem e por coincidências da vida, cá estou eu com uma Nikon em maos, que pertencerá ao Andre Luiz Costa, meu amigo e sócio na Radiocultfm.com, porém enquanto nao compro a minha, estou fazendo laboratórios com a dele, comprada em Veneza. Alias, um ótimo lugar para brasileiros comprarem coisas boas pois sai muito barato, fica aqui a dica. Entao já no primeiro dia fiquei muito eufórico com a novidade. Sempre quis ter uma maquina boa de verdade e ficava irritado com as instantâneas, pois sempre tinha em mente as visões que desejava mas o resultado obtido com as maquinas amadoras era frustrante demais, quase sempre tudo muito borrado, sem foco especifico e sem chances de tratamento para impacto, ou seja, uma merda. Estou usando agora uma Nikon D3000, que segundo amigos fotógrafos, é uma das melhores do mercado, embora nao seja uma maquina para super fotógrafos, mas como disse uma vez o célebre Cartier Bresson, a máquina nao é tao importante quanto a qualidade da sua mente. Entao parti para a criação de imagens.

Agora me confundem com fotógrafo no navio pois sempre estou com a maquina em punho e comecei a clicar vários momentos, nuances, amigos de trabalho, equipamentos, por do sol e tudo o que poderia gerar uma boa imagem. Até para poder aprender também a mexer na maquina, pois na verdade, tenho as idéias mas ainda estou aprendendo a saber como executa-las. Como aplicar a luz certa, ajuste de Iso, abertura, movimento, temperatura, respiração (para fotos sem tripé) e uma série de coisas. Fiz um curso de fotografia ha muitos anos mas agora a coisa é totalmente diferente com as maquinas digitais, entao é reaprender, mas utilizar principalmente a criatividade, pois sem isso, nao ha técnica que resista. O fotógrafo colombiano Leonardo Puentes tem me dado umas dicas e quero aproveitar todas. A partir de agora, vou começar a postar umas imagens que capto durante as viagens, tanto as mentais quanto as do corpo. Publicarei algo aqui mas também criarei alguns álbuns no Orkut e Facebook para que vocês amigos me dêem suas sinceras opiniões. Obrigado e vamos em frente, agora a caminho de Santorini novamente!

Você também pode gostar:

0 comentários

Mais vistos