Izmir again ao mare

Turquia, 01/06/2010 18:42 (horário local, 12:42 no Brasil)

Hoje o dia foi agitado. apos 48 horas ancorados em Istambul e conhecendo a cidade, êh hora de zarpar novamente e quando ha embarque de passageiros, toda a tripulação realiza uma atividade chamada 'drill' , que consiste em simular uma situação de emergência o mais perto possível da realidade. Todos temos que colocar os coletes salva vidas e rumar para os pontos de emergência previamente designados. Quando entramos no navio, recebemos uma identificação e varias instruções de segurança, que facilitam a rápida organização de todos em caso de uma emergência real. Isso êh muito importante e pode ajudar a salvar muitas vidas. Algumas pessoas reclamam mas ate que acho divertido, menos quando vou dormir as 5 e o dril êh as 10h. Ainda bem que nao foi o caso de hoje. Foi tranqüilo e quando retornei ao stage do teatro, o comandante Alex anunciou a plenos pulmões que estávamos saindo de Istambul. Foi emocionante ir para a proa do navio e dar de cara com os dois lados, de um a Asia, do outro lado, a Europa… nossa, visual fantástico, os dois lados unidos por uma ponte. Experiencia única.

Ensaios costumam ser tensos e desta vez houve uma pequena discussão entre algumas bailarinas, mas nada que abalasse o resultado final. Ainda estou decorando toda a programação dos vários espetáculos e cometi alguns erros, principalmente na hora de fechar as cortinas, mas isso tem me forcado a praticar ainda mais meu espanhol, pois tenho que conversar com os diversos bailarinos que compõem os números, buscando confirmar informações sobre quando fazer o que. Tem dado certo e me ajudado muito a conhecer mais pessoas, o que êh muito importante dentro de um navio do tamanho do Grand Celebration. Felizmente todos sempre sao muito solícitos, o que êh maravilhoso. Parece ser quase uma obrigação ser gente boa aqui dentro. Sao mais de 600 tripulantes de 33 nacionalidades diferentes enato, realmente aqui nao êh lugar para gente que nao faca bom uso da comunicação, pois caso vc nao se comunique, você poderá ficar literalmente perdido. Meu espanhol êh sofrível, mas meu inglês esta muito bem, entao consigo viver bem por aqui, embora precise deixar de lado minha teimosia em realçao ao espanhol.

Hoje completo duas semanas dentro do navio e agora posso dizer que as coisas estão entrando nos eixos. Ja sei os caminhos mais rápidos entre as diversas áreas e nao fico mais (tao) perdido na imensidão do navio e em seu labirinto de caminhos internos, que so podem ser usados por nos, tripulantes. O navio êh dividido. Ha partes em que somente os passageiros devem usar e outras que somente os tripulantes. Eu falei devem, pois isso nem sempre êh levado ao pê da letra pois ha varias pessoas que reclamam da comida do staff mess, que êh como chamam nossa cozinha por aqui e querem comer no restaurante dos passageiros. Frescura. Realmente nao servem iguarias francesas mas o rango ta longe de ser péssimo, embora nao esteja perto de maravilhoso. Mas êh o que ha! Ja vi gente olhando para as panelas e dizendo que nao comeria aquela coisa horrenda, preferia fazer um miolo. Heresia pura e coisa de gente mimada na minha opinião, afinal estamos aqui pra trabalhar, nao estamos de ferias, embora para muitos pareça. Hoje o navio esta bem mais cheio e haverá duas apresentações no teatro, uma daqui a pouco as 21h e outro as 22:45, depois boite ate as 4 da matina. Let's have some fun!

Musicas deste post:

Jimi Hendrix - Voodoo Child
4Tune 500 - Dancing in the Dark.

Você também pode gostar:

1 comentários

Mais vistos

Arquivo